Siga-nos

OiCanadá

Lazer

Enrique Diaz desafia a si mesmo e o público na montagem de Cine Monstro em Toronto

Pra entender o título deste artigo, você precisa primeiro entender um pouco sobre “Monster”: Um jovem rapaz conta a história do vizinho que assassina o pai e o corta em pedaços no sótão da casa, um cineasta que nunca completou seu filme épico, um alcoólico e uma chorona, amantes, que discutem, fazem as pazes, e decidem casar-se depois de ver um filme sobre um jovem rapaz que… bem, a mesma coisa. Todos os outros personagens de “Cine Monstro” estão estranhamente conectados nessa produção “dark” fascinante de Daniel MacIvor, um dos escritores mais queridos do Canadá.

Imagine um texto complexo como este, de autoria de um canadense conhecido, sendo apresentado por um ator brasileiro em um novo festival internacional de teatro em Toronto, no formato de um monólogo, e ainda por cima em português e, pela primeira vez, com legendas em inglês?

Parece loucura, mas o ator e diretor Enrique Diaz (filmes “Carandiru”, “Casa de Areia” e novelas “Cordel Encantado” e “Pantanal”), estará por aqui entre 12 e 14 de fevereiro, apresentando este desafio no Theatre Centre, sendo um dos seis grandes espetáculos internacionais que estão a caminho de Toronto para o festival inaugural Progress.

O festival é produzido pela SummerWorks em parceria com o The Theatre Centre e apresenta seis espetáculos internacionais, seis idiomas diferentes e cinco oficinas e palestras gratuitas com artistas.

Três vezes MacIvor

Atualmente no ar pela Globo Internacional através da minissérie “Felizes Para Sempre?”, esta é a terceira vez que Enrique monta um texto do autor canadense no Brasil, sendo a primeira “In On It”, que ele descobriu quase casualmente em Nova York em 2001.

O ator e diretor depois fez “A Beautiful View” e agora “Monster”, “As peças do Daniel representam uma fase do meu trabalho, depois de 25 anos dirigindo uma companhia de teatro, a Companhia dos Atores. Seus textos me ajudaram a ficar mais radicalmente na atuação, e abriram um espaço de sensibilidade que foi muito bem vindo. Além disso, é boa a sensação de apresentar o trabalho de um artista tão interessante para um país inteiro.”, diz Enrique em entrevista ao OiCanadá.

A ideia de produzir e atuar em “Cine Monstro” veio depois de certo convívio com as peças do Daniel, “me pareceu que seria um bom exercício estar só em cena, e com um texto não só muito bom como desafiador para mim e para o público. Com as outras peças, Daniel ficou conhecido aqui a partir do afeto positivo, problemático mas positivo, e agora essa peça dá uma revirada nessa perspectiva.” – conta.

A expectativa em apresentar um texto de um autor canadense no Canadá, ainda mais em português e para um público em inglês tem sido excelente para Enrique, “A questão é sempre o desejo do encontro com o público, seja na forma de uma boa reação seja na de uma boa provocação. O desejo de que alguma coisa “aconteça” ali, que não haja indiferença. É sempre um risco.” – comenta o ator, que diz não saber bem o que esperar, “não sei se parte do público já vai conhecer o texto, por exemplo, o que muda bastante a forma como o espectador recebe a peça. Ao mesmo tempo, essa peça tem uma quantidade bastante grande de texto, não sei como vai ser a questão de ter que ler a legenda, ainda mais com um ator só em cena. Tenho pensado inclusive em fazer algumas partes em inglês, para relativizar um pouco esse esforço do público.”.

Para Enrique, todos os personagens de “Cine Monstro” o desafiam como ator pelo acúmulo e a diversidade, “É menos a questão de cada personagem e mais da relação com o público.”

Públicos

Enrique recebeu todos os prêmios mais importantes do teatro brasileiro, como o Moliére e o Mambembe, APCA, APETESP, APTR, Shell, Sharp, Qualidade Brasil, além do Prêmio de Melhor Espetáculo Estrangeiro pela Associação Francesa de Críticos de Arte. Fora o Brasil, seu trabalho foi visto em vários países, como Alemanha, Argentina, Bulgária, Rússia, Estados Unidos, Japão, entre outros, e também no Canadá (Montreal e Quebec).

Após tanta experiência em se apresentar pelo mundo afora, Enrique acha que cada público é um público, e mesmo entre cidades no Brasil ou entre um dia e outro na mesma cidade, esta diferença pode aparecer, “E dependendo do país e do assunto ou da forma do espetáculo, diferenças podem ser sentidas, seja no grau de expansividade do público (no Brasil as pessoas não tem pudor de reagir ao que acontece em cena, em especial em plateias mais populares, e em vários lugares da Europa elas quase precisam de certa “autorização” para reagir, ou de alguém que comece a reagir e leve o resto com ele…). O público jovem também reage de forma distinta do público mais velho.”

Para ele, todas as apresentações são muito marcantes, “mas talvez as que fizemos no Japão tenham sido as mais radicais, pela diferença de cultura e também pela circunstância: fizemos a “Gaivota”, de Tchekhov em um teatro ao ar livre, no meio de um parque com plantações de chá, muito bonito.”

Esta será a primeira temporada de Enrique em Toronto, que já teve boas apresentações em festivais em Quebec, ”tive uma ótima impressão do público canadense e também das equipes de organização.”

Serviço

  • O que: Cine Monstro
  • Quando: De 12 a 14 de fevereiro (com conversa após apresentação do dia 13)
  • Onde: Theatre Centre (1115 Queen St W), 8pm
  • Quanto: $30 (regular) e $25 (estudante / idosos / trabalhador em artes) – Ingressos Online

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...
Christian Pedersen

Christian Pedersen é natural de Santos, São Paulo. No Brasil, trabalhou na gravadora Roadrunner Records, depois abriu um escritório de promoção e marketing para bandas e artistas, tendo clientes como a gravadora BMG, os selos Geléia Geral e Dubas. Christian mudou-se para Toronto em 2002, e virou cidadão canadense em 2007. Escreveu a coluna Conexão C no Brasil News em março de 2007 e, de maio a outubro de 2008, foi editor-interino do jornal. Do fim daquele ano, até outubro de 2010, foi editor e co-fundador do blog OiToronto.

Mais em: Lazer

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Posts Populares

Topo